sábado, 16 de janeiro de 2010

Panorâmicas do chão guaraciense
















Gosto de passear pela praça. Desde o tempo em que Guaraci se chamava Cresciuma, nossa praça é o espaço mais memorável da cidade. Por ela transitaram todos nossos habitantes desde sua primeira existência.
Brilhante e alegre ela se destaca diante da igreja, é o coração da cidade, nosso cartão postal. A cidade cresceu a partir deste ponto central. Seu papel, como território de sociabilidade, é de ponto de encontro e de lazer. Nossa praça é viva, até hoje é nossa referência principal, passam por ela, a cidade e todos os seus personagens. À noite, posso ver amigos conversando, jovens se encontrando, pais empurrando carrinhos de bebê, passeando por entre os canteiros floridos e suas palmeiras imperiais. Vejo pessoas se exercitando numa caminhada leve, vejo alguém só, ou alguém sonhando. Vejo outros que procuram a praça apenas pra descansar e ver a vida passar. Esse é um dos locais mais pitorescos de nossa cidade, onde se pode beber da tranquilidade. Vejo crianças correndo, se espalhando por todo o espaço aberto da praça ou admirando o jorrar das águas coloridas de sua fonte luminosa. Vejo muitos pais, jovens, turistas pousando para se registrarem apertadinhos na foto, tendo a fonte como pano de fundo. Os jovens da cidade também se utilizam da praça para fazerem de todas as noites, seu "footing" preferido. Posso ouvir a alegria desses jovens conversando e se desmanchando em risos, que brotam do quase nada. Que saudades! A partir desta praça, a história de nossa gente se mistura com o seu cotidiano. Entre as lembranças, permanecem os recortes, cheio de histórias e segredos, desejos e sonhos. É daqui que posso me lembrar dos sonhos que sonhei em minha infância. É o espaço onde brinquei quando criança, que meus filhos brincaram, e o mesmo, onde brincam hoje, minhas netinhas. Passeando na praça posso ver um filme da minha vida e gosto de me lembrar correndo por entre seus canteiros.















Nenhum comentário:

Postar um comentário