terça-feira, 30 de novembro de 2010

História de Guaraci *Galeria de Prefeitos

O município de Guaraci comemora hoje, 30 de novembro, 66 anos de emancipação política.


Guaraci conseguiu sua emancipação político-administrativa
em *30 de Novembro de 1944. O município foi instalado
em 1° de Janeiro de 1945.

Em 30/11/1944, uma comissão formada por lideres políticos do distrito é recebida no Palácio dos Campos Elíseos, sede do governo do Estado de São Paulo de então, para assinar o processo de emancipação do município de Guaraci. Entre os presentes, estão: Antônio Zuquim, Júlio Tocalino, João Tocalino, Alcebíades Menezes, José Cury e outros.

 
 



______________________________________________

Galeria de Prefeitos
Período das Nomeações - 1945/1947

Primeiro Prefeito de Guaraci
Profº Antonio Zuquim
Mandato: 04/04/1945 a 19/08/1945


_____________________________________

Prefeito:
Manoel Seragini
Mandato: 15/10/1945 a 28/12/1946



_____________________________________

Prefeito:
Osvaldo Pereira da Cunha  


Mandato: 02/01/1947 a 26/03/1947

______________________________________

Prefeito:
Alcebíades Menezes (Eleito por Comissão)
Mandato: 11/04/1947 a 12/08/1947


______________________________________________


Período de eleitos por voto direto:
 
Gestão 1948/1951 - *1°Prefeito eleito pelos munícipes:
João Custódio Sobrinho
Mandato: 01/01/1948 a 31/12/1951



_______________________________________________

*Gestão: 1952/1955 - Prefeito:
José Antonio Santana
Mandato: 01/01/1952 a 31/12/1955


_______________________________________________
 
Gestão 1956/1959 - Prefeito:
João Custódio Sobrinho
Mandato: 01/01/1956 a 31/12/1959


_______________________________________________

Gestão: 1960/1963 - Prefeito:
João Romero Lopes
Mandato: 01/01/1960 a 31/12/1963


_______________________________________________

Gestão 1964/1969 - Prefeito:
Irineu Ribeiro de Lima
Mandato: 01/01/1964 a 31/01/1969


_______________________________________________
 
Gestão 1969/1973 - Prefeito:
José Nicolau
Mandato: 01/02/1969 a 31/01/1973


_______________________________________________

Gestão 1973/1977 - Prefeito:
José Galhardi
Mandato: 01/02/1973 a 31/01/1977



_______________________________________________

Gestão 1977/1983 - Prefeito:
Edmundo Nicolau Mauad
Mandato: 01/02/1977 a 31/01/1983



_______________________________________________

Gestão 1983/1988 - Prefeito:
Roberto Azeda Ribeiro de Aguiar
Mandato: 01/02/1983 a 16/05/1983



________________________

Prefeito:
Ordair Pastrez
Mandato: 17/05/1983 a 31/12/1988



_______________________________________________

Gestão 1989/1992 - Prefeito:
Valtercides Monteiro
Mandato: 01/01/1989 a 31/12/1992



_______________________________________________

Gestão 1993/1996 - Prefeito:
Jorge Luiz Levi
Mandato: 01/01/1993 a 31/12/1996


______________________________________________
 
Gestão – 1997/2000


Prefeito:
Valtercides Monteiro
Mandatos: 01/01/1997 a 14/05/1998 /e/ 09/04/1999 a 09/02/2000

 
__________________________
 
Prefeito:
Adalberto Moreda Mendes
Mandatos: 15/05/1998 a 08/04/1999 /e/ 10/02/2000 a 15/06/2000

__________________________
 
Prefeito:
Paulo de Oliveira Batista
Mandato: 16/06/2000 a 31/12/2000


_______________________________________________

Gestão – 2001/2004 - Prefeito:
Jorge Luiz Levi
Mandato: 01/01/2001 até 31/12/2004


_____________________________________________
 
Gestão 2005/2008 - Prefeito:
Jorge Luiz Levi
Mandato: 01/01/2005 até 31/12/2008


 
______________________________________________
 
Prefeito:
2009 - Renato Azeda Ribeiro de Aguiar
Mandato: 01/01/2009 até os dias atuais






Parabéns Guaraci!
Este blog parabeniza nosso município por seus 66 anos de emancipação política.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Receita de Risoto de Camarão


Tempo de preparo: 30 minutos

Grau de dificuldade: Moderado

Rendimento: 4 porções

 
O risoto é um prato tradicional da culinária italiana. A tradição do “risotti” vem do norte do país onde se cultiva o arroz e por onde corre o extenso rio Pó (652 km), o maior rio italiano. O rio Pó nasce nos Alpes, passa por Turim, Milão e deságua no mar Adriático próximo à Veneza. Lentamente o rio percorre o vale largo e plano, formando meandros, o que permitiu o cultivo e o desenvolvimento da cultura do arroz, planta típica de áreas inundadas.
 

Veja esse clip que montei sobre o arroz italiano e o rio Pó, em apenas 1:00 minuto.
 
 
 
A partir de meados do século XX, a aplicação de modernas técnicas agrícolas como a mecanização da cultura e o melhoramento genético dos cultivares do arroz, proporcionou a formação de estoques excedentes desse grão na Itália. Neste tempo nasceram as cultivares melhoradas de arroz Arborio, Carnaroli, Vialone e outros. São tipos de arroz especiais para o preparo de risotos. Hoje o arroz italiano é exportado para muitos países, inclusive para o Brasil, que aprecia muito esse prato, apesar do alto preço que o cereal chega aqui.


Nas grandes redes de supermercados, como o Pão de Açúcar e o Carrefour, você encontra arroz italiano de grãos selecionados do tipo Arborio e Carnaroli, embalados a vácuo e em caixa de 1 Kg. La Pastina, La riséra, Inverni, Paganini, De cecco, e outras, são marcas italianas de arroz que chegam ao Brasil.

As grandes marcas brasileiras de beneficiamento e distribuição de arroz, também importam arroz italiano para risoto a granel e os embalam em pacotes plásticos de 1 Kg, como Camil, Josapar (Tio João), Blue Ville, Namorado, Biju, Granjeiro, entre outras. Estes chegam aos mercados com preço bem menor que as embalagens italianas.

Entre os tipos de arrozes nacionais no mercado, usa-se o arroz parboilizado (parcialmente fervido e seco, ainda em casca), para o risoto, mas o resultado não é tão bom.
Saiba mais sobre o arroz parboibilizado, aqui:
http://www.cnpaf.embrapa.br/aia2004/ligado/ligado5.htm








RECEITA DE RISOTO DE CAMARÃO


Ingredientes:

- 1 copo (200 ml) de arroz italiano tipo arborio ou carnaroli;

- 4 copos (800 ml) de caldo de camarão - ou de peixe ou ainda de legumes (1 cubo de caldo de peixe + um cubo de caldo de legumes, dissolvidos em água fervente, e mantidos em fogo baixo);

- 300 g de camarão tamanho médio, limpo;

- 2 limões;

- 2 colheres de azeite para fritar;

- 1 e uma ponta de colher de manteiga;

- 2 dentes grandes de alho, levemente amassados;

- 1/2 cebola bem picada;

- ½ taça de vinho branco seco;

- 2 colheres de queijo prato ralado no ralo grosso;

- 2 colheres de queijo minas curado (ou ½ cura) e ralado;

- 2 tomates maduros;

- 1 colher de café rasa de açafrão-da-terra;

- sal e pimenta a gosto;

- 4 folhas de manjericão;


Se preferir, substitua os dois queijos citados, por parmesão ralado, na mesma quantidade (cuidado com o sal).


Modo de Preparo:


Do camarão:
Descongele naturalmente. Tempere com sal, pimenta do reino e limão. Deixe descansar por pelo menos 10 minutos e escorra bem. Numa frigideira, doure levemente os camarões na manteiga (2 minutos).

Da cebola: corte a cebola em cubos minúsculos (à brunnoise).

Dos tomates: abra ao meio, elimine o miolo, corte-os em tiras estreitas e depois, corte as tiras ao meio.

Em uma panela de fundo grosso, coloque uma colher de sopa de azeite e uma de manteiga e doure bem os alhos amassados. Cuidado para não queimá-los. Retire e descarte-os. Adicione as cebolas e, quando estiverem translúcidas, mudando a cor, junte o arroz. No momento em que os grãos começarem a grudar na panela, acrescente o vinho, e deixe evaporar o álcool. Fogo baixo. Mantenha a panela destampada.

Aos poucos, vá juntando o caldo, de concha em concha. Repita essa operação toda vez que o arroz começar a grudar no fundo da panela, mexendo sempre. Não colocar a segunda concha até que a primeira tenha sido absorvida.

 
O tempo do cozimento varia de acordo com o arroz, considere uma média de 15 a 30 minutos, em fogo baixo. Mas, o melhor é acompanhar pela panela. Prove o cozimento dos grãos, quando o caldo estiver quase acabando. Veja se os grãos estão amolecidos. Nesse ponto, faltando de 3 a 5 minutos para estar pronto, adicione os tomates e depois os camarões. Mexa bem e acrescente uma ponta de colher de manteiga, o manjericão e o por fim, os queijos ralados. Prove e corrija o sal. Desligue o fogo que o calor da panela termina de derreter os queijos. O risoto feito com arroz italiano tem a característica de deixar o arroz úmido e bem cremoso. Sirva quente.


.......

Veja vídeo de 3 minutos - by VejaSp

O chef Paulo Barros ensina o preparo de seu Risoto de Camarão que é destaque no cardápio de seu restaurante, o Due Cuochi Cucina, localizado no Itaim, na Rua Manoel Guedes, 93, pararela à rua João Cachoeira, São Paulo.





Saiba mais. Dicas para acertar o ponto do risoto. Veja aqui:
http://comida.ig.com.br/comidas/oito+dicas+para+acertar+o+ponto+do+risoto/n1237600561122.html


 
Risoto Bom apetite.